top of page

YouTube atualiza suas políticas para colaborar no combate ao coronavirus

Diante da crescente crise do coronavírus, o YouTube atualizou suas medidas mais recentes, para combater a desinformação e manter seus usuários informados.

No blog dedicado aos criadores de conteúdo da plataforma, a presidente executiva, Susan Wojcicki, escreveu:

“Há muita incerteza no momento e entendemos a importância de ajudar as pessoas a encontrar fontes autorizadas de notícias e informações. Estamos usando nossa página inicial para direcionar os usuários à Organização Mundial de Saúde (OMS), aos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) e a outras organizações locais autorizadas em todo o mundo, para garantir que os usuários possam encontrar facilmente atualizações. Também estamos doando inventário de publicidade a governos e ONGs em regiões afetadas, que o estão usando para destacar informações úteis e oportunas.”

Sua principal iniciativa nessa frente é o acréscimo de painéis de informações que direcionam os usuários a informações autorizadas, além de fornecer créditos de anúncios a órgãos relevantes. Além disso, facilitará sua política de “eventos sensíveis” para permitir a monetização de alguns vídeos (de YouTubers selecionados) relacionados ao coronavírus

O YouTube também está trabalhando para remover vídeos que incluem informações falsas, além de aumentar sua capacidade de hospedar transmissões ao vivo, considerando a crescente demanda à medida que eventos, aulas, conferências e serviços religiosos realizam suas reuniões online.

Nas palavras da empresa:

“Sabemos que muitos de vocês tiveram perguntas sobre nossa política de eventos sensíveis, que atualmente não permite monetização se um vídeo incluir mais do que uma menção passageira ao coronavírus. Nossa política de eventos sensíveis foi projetada para se aplicar a eventos de curto prazo de magnitude significativa, como um desastre natural. Está ficando claro que esse problema agora é uma parte importante e contínua das conversas diárias, e queremos garantir que as organizações de notícias e os criadores possam continuar produzindo vídeos de qualidade de forma sustentável. Nos próximos dias, permitiremos anúncios de conteúdo que discutem o coronavírus em um número limitado de canais, incluindo criadores que se certificam com precisão e vários parceiros de notícias “.

O YouTube está preparando políticas e processos de aplicação para expandir a monetização para mais criadores e organizações de notícias nas próximas semanas.

1 visualização

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page