top of page

YouTube apresenta serviço de conta supervisionada para pais de crianças mais velhas

A ser lançado nos próximos meses, o serviço é destinado aos pais que sentem que os filhos já passaram da idade de usar apenas o YouTube Kids, mas ainda não estão maduros para usar o YouTube sem restrições.

Essa nova opção permitirá que os pais configurem e gerenciem uma conta para seus filhos na plataforma – crianças com esse tipo de conta não poderão enviar vídeos ou fazer comentários e terão vários filtros de conteúdo para restringir os vídeos que podem assistir.

Legalmente, crianças com menos de 13 anos não podem ter uma conta própria no YouTube, e desde 2015 a plataforma disponibiliza o YouTube Kids, um hub de conteúdos voltados para um público de 4 a 12 anos, que conta com vários controles parentais.

Porém, segundo a própria empresa, pais e filhos mais velhos, como pré-adolescentes e adolescentes sentiam a necessidade de algo mais voltado para seus interesses, que não estão sendo atendidos com o YouTube Kids. James Beser, diretor de gerenciamento de produtos para crianças e família do YouTube, escreveu: “À medida que as crianças crescem, elas têm uma curiosidade insaciável e precisam ganhar independência e encontrar novas maneiras de aprender, criar e pertencer”.

Então, para atender essa necessidade, o YouTube está lançando esse novo formato de conta, em que recursos como anúncios personalizados ou anúncios em determinadas categorias serão desativados “para proteger o público mais jovem”. Compras no aplicativo também não serão permitidas a partir dessas contas. Além disso, os pais terão acesso ao histórico de visualização e pesquisa dos filhos e poderão ativar outros controles oferecidos pelo Family Link do Google, incluindo temporizadores de tela.

As contas infantis supervisionadas do YouTube fornecerão três configurações de conteúdo para os pais: “Explorar”, “Explorar mais” e “A maior parte do YouTube”, com conteúdo filtrado com base em uma mistura de entrada do usuário, machine learning e revisão humana para determinar quais vídeos estão incluídos:

  1. Explorar: para crianças prontas para sair do YouTube Kids e explorar conteúdo no YouTube, esta configuração apresentará uma ampla gama de vídeos geralmente adequados para espectadores a partir de 9 anos, incluindo vlogs, tutoriais, vídeos de jogos, clipes de música, notícias, conteúdo educacional e mais.

  2. Explorar mais: com conteúdo geralmente adequado para espectadores com 13 anos ou mais, essa configuração incluirá um conjunto ainda maior de vídeos e também transmissões ao vivo nas mesmas categorias de “Explorar”.

  3. A maior parte do YouTube: essa configuração conterá quase todos os vídeos do YouTube, exceto para conteúdo com restrição de idade, e inclui “tópicos delicados” que podem ser apropriados apenas para adolescentes mais velhos.

O YouTube espera lançar as contas supervisionadas em beta nos próximos meses em mais de 80 países, e planeja ir aprimorando o serviço e adicionando outros controles dos pais ao longo do tempo, como a capacidade de bloquear conteúdo específico.

Fonte: Variety

2 visualizações

Comments


bottom of page