top of page

WhatsApp desiste de limitar as funcionalidades de quem não aceitar os novos termos

Após anunciar que quem não aceitasse os novos termos começaria a receber lembretes persistentes, e com o passar do tempo iria perder as funcionalidades do aplicativo, o WhatsApp agora voltou atrás.

De acordo com o próprio CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, a decisão foi bastante impactada por discussões com autoridades e especialistas em privacidade.

Agora também já se lê na página de dúvidas do WhatsApp a informação de que “no momento, não temos planos para exibir esses lembretes de maneira persistente nem para limitar as funcionalidades do app”.

Como explicamos nesse post, o objetivo da empresa era ir pressionando os usuários, de forma cada vez mais intensa, limitando mais e mais recursos, até aceitarem os novos termos. Porém, essa decisão gerou críticas de diversas autoridades.

Inclusive, no Brasil, o WhatsApp já havia acordado com autoridades governamentais que não iria limitar nenhum recurso por 90 dias, para colaborar em relação a pontos de preocupação apresentados pelas instituições sobre as novas políticas de privacidade.

Agora, a mudança de postura da empresa é global, então usuários brasileiros e de todo o mundo que ainda não aceitaram os novos termos do WhatsApp terão seu prazo estendido por tempo indeterminado.

2 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page