top of page

Twitter considera proibir links para outras redes sociais

Em mais uma ação polêmica sob a direção de Elon Musk, o Twitter está considerando tornar contra suas regras o uso de links para outras plataformas concorrentes:

“Reconhecemos que muitos de nossos usuários são ativos em outras plataformas de mídia social. No entanto, não permitiremos mais a promoção gratuita de certas plataformas de mídia social no Twitter […] Especificamente, removeremos contas criadas exclusivamente com o objetivo de promover outras plataformas sociais e conteúdo que contenha links ou nomes de usuário para as seguintes plataformas: Facebook, Instagram, Mastodon, Truth Social, Tribel, Nostr e Post.

A empresa postou essa política como definida e, em meio a uma grande reação, poucas horas depois deletou silenciosamente os tweets que falavam a esse respeito e apagou a publicação do documento de regras (de onde vem as citações aqui colocadas). Além disso, postou uma enquete perguntando o que os usuários acham sobre “ter uma política que impeça a criação ou o uso de contas existentes com o objetivo principal de anunciar outras plataformas de mídia social”.

A ideia anterior era:

Usuários devem remover de suas biografias e não tweetar mais links para suas contas nas redes sociais especificadas. Atualmente, milhões de contas estariam infringindo essa nova regra.

Há, ainda, um outro detalhe: agregadores de links de terceiros, como linktr.ee ou ink.bio também estariam proibidos.

Compartilhamentos de atualizações recentes ou posts dessas outras plataformas, por sua vez, ainda seriam permitidos. Inclusive, o botão de “compartilhar no Twitter” presente em tantas plataformas, ainda está em funcionamento: “Reconhecemos que certas plataformas de mídia social fornecem experiências alternativas ao Twitter e permitem que os usuários publiquem conteúdo no Twitter a partir dessas plataformas. Em geral, qualquer tipo de postagem cruzada em nossa plataforma não viola esta política, mesmo nos sites proibidos listados acima”.

Então, teoricamente, um usuário ainda poderia compartilhar seu post do Instagram, por exemplo, e isso não violaria as regras. Mas postar um link direto para o seu perfil do IG, viola.

De qualquer forma, publicidade/promoção paga para qualquer uma das plataformas de mídia social não estariam proibidas.

E as plataformas não listadas? “Postar links ou nomes de usuário em plataformas de mídia social não listadas acima também não viola esta política”. Portanto, links para YouTube, Pinterest, Reddit, LinkedIn, Snapchat e TikTok não são um problema.

Mais uma vez, teremos que aguardar novas definições.

Fonte: Social Media Today (que traz uma análise bastante interessante sobre as desvantagens que o Twitter teria com essa ação)

2 visualizações

Comments


bottom of page