top of page

Tudo o que você precisa saber sobre tráfego pago e tráfego orgânico

Afinal, o que são o tráfego pago e o tráfego orgânico? Entenda como esses conceitos se complementam em uma boa estratégia!

Gerar visibilidade para uma marca é uma missão que depende de um bom conjunto de estratégias. Assim, tanto o tráfego orgânico quanto o pago desempenham um papel importante nesse processo.

Esses são os pilares de um bom alcance no meio digital, já que atrair visitantes para um site ou para qualquer outra plataforma é o primeiro passo para que uma marca seja efetivamente vista pelo seu público.

Por isso, ter em mente a importância de cada um desses tipos de tráfego é parte importante da elaboração de uma estratégia eficiente, que aproveite o melhor dos dois mundos para criar um posicionamento digital forte e marcante.

Continue a leitura e descubra tudo que você precisa saber sobre tráfego orgânico e pago!

O que é tráfego orgânico?

Para começo de conversa: o que é tráfego? Essa palavrinha muito utilizada no marketing digital se refere aos acessos e visitas que uma marca recebe no espaço virtual, seja no seu site ou nas plataformas em que ela está inserida.

Assim, quando falamos em tráfego orgânico, estamos nos referindo aos acessos que são feitos de forma espontânea, a partir de pesquisas em mecanismos de busca, por exemplo, sem o intermédio de um anúncio pago que é exibido ao usuário.

Ou seja, imagine que uma pessoa está à procura de informações sobre o Marketing 5.0 e, para encontrá-las, joga esse termo na barra de pesquisa do Google. Entre os resultados, ela encontra o post da Agência de Bolso e clica no link para ler o conteúdo. Esse é um exemplo de acesso que contribui para o tráfego orgânico do site.

Pensar nesse tipo de situação ajuda a entender o quanto uma empresa pode ganhar mais visibilidade a partir de estratégias que a coloquem no cotidiano do seu público, por exemplo, em uma simples pesquisa na internet.

Por isso, esse conceito está muito atrelado às estratégias de SEO, que são um conjunto de técnicas utilizadas para melhorar o ranqueamento de um site no Google, fazendo com que suas publicações apareçam nas melhores posições da página de resultados para a pesquisa do usuário.

Benefícios de investir em tráfego orgânico

Para quem ainda precisa de motivos para se convencer de que é preciso adotar estratégias para aumentar o tráfego e os acessos orgânicos, não faltam argumentos para mostrar que essas ações podem sim trazer muitos benefícios. Vem ver alguns deles:

Ótimo custo-benefício e duração de resultados

Como o tráfego orgânico depende de acessos “espontâneos” ao site, ou seja, não depende do investimento em anúncios pagos, é comum ouvir falar que as estratégias elaboradas para impulsionar esse tipo de tráfego não custam nada, o que não é bem verdade.

O que acontece é que o investimento realizado é voltado para a produção de conteúdos ,a  criação de um bom site, a elaboração de um planejamento bem pensado e, de modo geral, a contratação de profissionais especializados nesse tipo de trabalho. É aí, por exemplo, que entram as agências de marketing.

Assim, esse valor investido tem como resultado os posts produzidos, os materiais ricos elaborados e o site em que isso tudo fica disponível. Ou seja, o resultado do investimento continua rendendo bons resultados.

Um post bem elaborado para um blog, com informações relevantes e uma otimização de SEO eficiente, pode continuar gerando acessos para o site de uma marca anos depois da sua publicação, já que o público-alvo continuará à procura daquilo que ele tem a dizer.

Por isso, ainda que não seja verdadeiro dizer que esse tipo de tráfego não custa nada, podemos sim afirmar que as estratégias voltadas para ele ajudam as marcas a diminuir seus custos com marketing, aumentando a sua margem de lucro.

Aumenta a relevância

As estratégias utilizadas para aumentar o tráfego orgânico são aquelas que colocam o site de uma empresa na primeira página do Google, preferencialmente, logo no topo dos resultados oferecidos à pesquisa do usuário.

Ou seja, essa é uma posição de destaque que faz com que o conteúdo seja visto como uma opção mais relevante que as demais, gerando uma credibilidade que se espalha para o posicionamento da marca como um todo.

Por isso, não dá pra negar que esse é um elemento fundamental para qualquer profissional de marketing que queira realizar um trabalho significativo, que traga resultados verdadeiros e perceptíveis para a empresa atendida.

Constrói um bom relacionamento com o cliente

Investir nesse tipo de tráfego é, também, investir no relacionamento que se constrói entre cliente e marca ou, até mesmo, entre cliente e agência.

Afinal, é por meio dele que a empresa pode se colocar diante dos consumidores como uma figura de autoridade no seu segmento, que está sempre ali por perto, logo nas pesquisas do Google, para trazer as informações de que eles precisam.

Da mesma maneira, a elaboração dessas estratégias requer um conhecimento profundo do posicionamento da marca no mercado e, por ser um processo desenvolvido a longo prazo, a partir de etapas de briefing e produção de conteúdo, também é uma oportunidade para que a agência se aproxime do seu próprio cliente.

Como melhorar o tráfego orgânico?

Melhorar esse tipo de tráfego é uma missão composta por várias etapas.

Em primeiro lugar, se seu objetivo é atrair mais visitas orgânicas ao site de um cliente, é preciso entender o que o público-alvo dele está procurando. Para isso, pode ser interessante começar com um mapeamento geral desse público, para então traçar uma persona, ou seja, a personificação fictícia de um cliente ideal da marca.

A partir daí, fica mais fácil pensar em como tornar a produção de conteúdo realmente relevante, abordando os assuntos que são do seu interesse, usando uma linguagem mais apropriada para o tipo de comunicação que ele demanda, entre outras adequações que podem ser feitas ao longo da elaboração de uma estratégia melhor direcionada.

Além disso, todo esse processo deve ser acompanhado por uma boa otimização de SEO, fazendo uma pesquisa aprofundada de palavras-chave que ajudem a colocar seu conteúdo nas melhores posições, além de um bom uso de links internos e externos ao longo dos conteúdos.

Isso tudo contribui para o ranqueamento do site nas pesquisas do Google e os estudos comprovam: o primeiro resultado exibido na página recebe cerca de 27% dos cliques dos usuários, o que corresponde a quase um terço dos acessos realizados durante as buscas.

Outro ponto importante, que passa despercebido por muitos profissionais, é a importância de investir em diferentes formatos. Os blogs continuam sendo um canal extremamente relevante para a construção de um bom alcance na internet, mas aproveitar o meio audiovisual e os formatos que proporcionam um consumo mais rápido das informações também pode ser um bom jeito de atrair o público.

O que é tráfego pago e quais os tipos existentes?

Bom, agora que você já sabe tudo sobre o tráfego orgânico, só falta ele: o tráfego pago!

Se antes estávamos falando de acessos feitos espontaneamente, a partir das pesquisas feitas pelo usuário, agora estamos entrando no território das mídias pagas, ou seja, os anúncios que são exibidos para as pessoas enquanto elas navegam por aí na internet.

Isso pode ser feito em mais de um formato. Ao fazer pesquisas no Google, por exemplo, você já deve ter se deparado com algum resultado que tinha uma pequena marcação de “anúncio”, certo? Ao clicar nesse link, você entra para as estatísticas de tráfego pago deste site! 

Outro exemplo bem comum são os anúncios de produtos, que são disponibilizados tanto em plataformas como o Google Ads quanto no Instagram Ads e em outras redes sociais, o que também ajuda a colocar uma marca no dia a dia do público, aproveitando os diferentes ambientes digitais que ele frequenta.

Assim, ainda que você já tenha visto as muitas vantagens do tráfego orgânico, vale a pena entender que o tráfego pago também tem seus próprios benefícios. Afinal de contas, a ideia não é tratar esses elementos como opostos, mas como estratégias que se complementam.

Vantagens do tráfego pago

Cada tipo de tráfego tem suas próprias vantagens e, por isso, investir em ambos é o melhor jeito de ter em mãos todos os benefícios que essas estratégias podem proporcionar. Para entender a importância de incluir os dois no seu planejamento estratégico, conheça algumas das vantagens do tráfego pago:

Amplia o alcance da mensagem

Quando o assunto é alcance, os anúncios pagos são uma escolha muito vantajosa, já que eles contam com bons mecanismos de segmentação e, assim, são exibidos a um grande número de pessoas, sempre de acordo com as características elencadas no momento da criação do anúncio.

Isso significa que, mesmo sendo muito úteis para levar conteúdos e produtos a um público mais numeroso, eles também não serão exibidos aleatoriamente a qualquer usuário da internet. Assim, eles conciliam quantidade e qualidade, levando sua mensagem a um maior número de pessoas, sem perder de vista a importância de um bom direcionamento para que a campanha tenha resultados significativos.

Apresenta resultados mais rápidos

Falando em resultados, o tráfego pago tem uma vantagem que pode ser bem importante em muitos contextos: a agilidade.

Enquanto as estratégias voltadas para o tráfego orgânico são desenvolvidas esperando mudanças a médio e longo prazo, já que seus resultados são mais duradouros, a criação e veiculação de anúncios pode complementar uma estratégia ao alcançar resultados de forma quase imediata.

Afinal, basta colocá-los em circulação na plataforma escolhida e eles começarão a ser exibidos para os usuários, o que dispensa a necessidade de criar uma rotina de publicações e uma produção contínua de conteúdos, por exemplo.

Ainda assim, vale lembrar que esse tipo de tráfego depende de investimento financeiro direto. Isso significa que a campanha só estará em circulação enquanto você estiver investindo dinheiro nela. Ao interromper o pagamento, ela deixa de ser veiculada.

Esse é um ponto importante e que nem sempre consiste em algo negativo. Existem diversas situações em que campanhas mais rápidas são uma ótima solução, seja para divulgar um evento que acontecerá logo ou até mesmo uma promoção especial no site da marca.

Vale lembrar que o percentual de usuários de redes sociais que já compraram via anúncios segue crescendo. A informação vem de uma pesquisa conduzida pela Opinion Box, segundo a qual, em 2021, o percentual era de 34%, enquanto, em 2023, o valor já chegou a 46%. 

Possui mais flexibilidade de métodos

Flexibilidade: essa palavrinha muito valorizada pelos profissionais da atualidade é uma das vantagens de investir em tráfego pago.

Para começo de conversa, são várias as plataformas em que as campanhas pagas podem ser veiculadas, o que significa que você pode adaptá-las de acordo com o público a quem se dirigem, investindo nos canais em que ele está mais presente. Alguns exemplos são:

  1. Google Ads,

  2. Facebook Ads – configurado pelo Meta Ads,

  3. Instagram Ads – configurado pelo Meta Ads,

  4. YouTube Ads,

  5. LinkedIn Ads,

  6. TikTok Ads.

Assim, a criação dos anúncios pode ser feita em diferentes formatos, explorando as possibilidades de cada um desses espaços, o que permite criar campanhas mais estratégicas e que podem impactar o usuário com mais eficiência.

Além disso, a forma de investimento também é bem flexível, o que garante que ela se adapte às possibilidades de cada cliente da sua agência. Por exemplo, ao criar uma campanha no Google Ads, existem dois métodos de pagamento:

  1. Custo por clique (CPC), no qual se paga um valor toda vez que um usuário clicar no anúncio, com um orçamento máximo definido,

  2. Custo por impressão (CPM), no qual a cobrança é feita a cada mil pessoas que visualizam o anúncio, respeitando o valor máximo definido para a campanha.

Maneiras de mensurar o tráfego pago e o tráfego orgânico

Depois de aplicar todas as estratégias necessárias para aumentar o tráfego do site, seja ele pago ou orgânico, nada de vacilar! Para que os resultados dessas medidas sejam ainda melhores no futuro, é preciso acompanhar o seu desempenho. 

Ferramentas como o Search Console do Google, por exemplo, são muito úteis para acompanhar os acessos ao site e verificar se as estratégias adotadas realmente provocaram uma mudança e ajudaram a aumentar o número de visitas.

Além de verificar o número total de acessos, também é bem interessante acompanhar a quantidade de novos visitantes que você atraiu em determinado período, o que ajuda a entender melhor o desempenho das ações que você realizou.

Essas informações também podem ajudar a mensurar o tráfego pago, verificando a origem dos acessos, mas as próprias ferramentas nas quais os anúncios são criados e veiculados ajudam a conferir informações importantes sobre o seu desempenho, como o número de cliques que eles receberam.

Tudo pronto para começar a aumentar o tráfego e alcançar mais visibilidade no meio digital? Para saber mais sobre o assunto, continue aqui no blog da Agência de Bolso e descubra tudo o que você precisa saber sobre as KPIs!

8 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page