top of page

Novos termos de uso do WhatsApp começam a valer amanhã

Amanhã, dia 15, é o fim do prazo que a empresa deu aos usuários, para decidirem se aceitam ou não os novos termos de uso da plataforma, que geraram tantas polêmicas desde que foram divulgados.

Mas o que vai acontecer com quem não aceitar? Bom, na verdade as consequências não são tão imediatas. Conforme o próprio WhatsApp:

“Após um período de várias semanas, o lembrete [da atualização da política de privacidade] que as pessoas recebem eventualmente se tornará persistente. Nesse momento, você encontrará funcionalidade limitada no WhatsApp até aceitar as atualizações. Isso não acontecerá com todos os usuários ao mesmo tempo”.

As limitações que aumentarão com o tempo incluem a incapacidade de acessar a lista de conversas e de receber chamadas ou notificações. Ou seja, eventualmente o WhatsApp “irá parar de enviar mensagens e chamadas para o seu telefone”.

Então no fim, embora a empresa tenha garantido que não excluirá a conta de ninguém por não aceitar os novos termos, o aplicativo ficará inutilizável até o usuário decidir aceitar.

Especula-se que essa crescente de “punições” gere uma certa angústia nos usuários preocupados com sua privacidade e faça com que eles migrem de vez para outro aplicativo de mensagens.

Porém, o WhatsApp tem uma escala grande suficiente para que a maioria das pessoas opte pela conveniência de permanecer no aplicativo em vez de ter que migrar todos os seus contatos e conversas para outro – inclusive porque se seus contatos não mudarem, não há muito sentido em você mudar também.

Além disso, o WhatsApp reitera continuamente que “a atualização da política não afeta a privacidade de suas mensagens com amigos ou familiares de forma alguma”.

A empresa deixou uma página do FAQ respondendo as principais questões desse assunto: O que acontecerá quando os Termos de Serviço e Política de Privacidade atualizados entrarem em vigor?

2 visualizações

Comments


bottom of page