top of page

Meta anuncia corte de mais 10mil cargos

Depois da empresa cortar 11 mil cargos em novembro, o CEO da Meta, Mark Zuckerberg, anunciou mais uma rodada de demissões, com 10 mil cargos a serem apontados nos próximos meses – para “melhorar a eficiência organizacional” e reduzir custos.

Zuckerberg escreveu: “Nos próximos meses, os líderes organizacionais anunciarão planos de reestruturação focados em achatar nossas organizações, cancelar projetos de prioridade mais baixa e reduzir nossas taxas de contratação. Com menos contratações, tomei a difícil decisão de reduzir ainda mais o tamanho de nossa equipe de recrutamento. Esperamos anunciar reestruturações e demissões em nossos grupos de tecnologia no final de abril e depois em nossos grupos de negócios no final de maio”.

No total, serão 10.000 empregos cortados e 5.000 cargos que ainda não foram preenchidos na organização, cancelados.

A empresa anunciou o cancelamento de seu impulso de comércio eletrônico, devido a demanda mais fraca pós-pandemia, interrompeu o desenvolvimento de seu dispositivo de alto-falante inteligente Portal, encerrou suas parcerias com organizações de notícias, cancelou seu projeto de exibição NFT, atrasou o lançamento de seu smart watch e muito mais.

Em meio a tudo isso, Zuckerberg delineou as principais áreas de foco da empresa:

  1. Melhorar suas ferramentas de descoberta de IA para maximizar o engajamento em seus aplicativos;

  2. Adicionar novos recursos de mensagens de negócios para monetizar a mudança do usuário para mensagens e longe de aplicativos sociais;

  3. Recriar suas ferramentas de anúncios para reduzir a dependência dos dados do usuário;

  4. Desenvolver continuamente AR, VR e metaverso, com foco no futuro

O que deve significar que qualquer coisa fora dessas áreas-chave provavelmente será revisada, e projetos serão continuamente avaliados em busca de maximizar o custo-benefício.

“Taxas de juros mais altas levam a uma economia mais enxuta, mais instabilidade geopolítica leva a mais volatilidade e o aumento da regulamentação leva a um crescimento mais lento e aumento dos custos de inovação. Dada essa perspectiva, precisaremos operar com mais eficiência do que nossa redução anterior de pessoal para garantir o sucesso”, disse Zuckerberg, que garantiu também que, após a reestruturação, a Meta buscará retomar as contratações, no final do ano, de forma mais focada e eficaz.

3 visualizações

Comments


bottom of page