top of page

Mais informações sobre o aplicativo concorrente do Twitter que será lançado pela Meta nos próximos m

Novas informações foram reunidas sobre o novo ‘aplicativo baseado em texto’ do Instagram, que poderá permitir que usuários criem postagens semelhantes ao Twitter, em uma linha do tempo.

Quem trouxe o principal relato foi Lia Haberman, que compartilhou em seu boletim ICYMI Substack o que parece ser um slide de marketing vazado e detalhes sobre o aplicativo.

O slide ainda não dá um nome exclusivo ao aplicativo, em vez disso apenas o chama de “o novo aplicativo baseado em texto do Instagram para conversas” – mas, aparentemente, ele tem o codinome P92 ou, alternativamente, Barcelona.

Independente do nome, ele será autônomo, mas parcialmente integrado ao Instagram. Os usuários poderão fazer login com seu nome de usuário e senha do Instagram, e seus seguidores, identificação, biografia e verificação serão transferidos do aplicativo principal.

Ao utilizá-lo, usuários verão um feed e poderão fazer postagens de texto de até 500 caracteres com links, fotos e vídeos de até cinco minutos anexados. Assim como o Twitter e outros aplicativos concorrentes, haverá um feed onde você poderá curtir, responder ou repassar o conteúdo.

Parece que a Meta já está se preocupando com controles de moderação desde o início, já que no slide consta “equipando você com configurações para controlar quem pode responder a você e mencionar sua conta”. Contas bloqueadas no Instagram aparentemente serão mantidas no novo app.

O novo aplicativo de texto do Instagram também terá um elemento de descentralização: “Em breve, nosso aplicativo será compatível com outros aplicativos como o Mastodon. Os usuários desses outros aplicativos poderão pesquisar, seguir e interagir com seu perfil e conteúdo se você for público ou se for privado e aprová-los como seguidores”.

De acordo com a Bloomberg, a ideia do projeto está sendo testada com celebridades e influenciadores. O Instagram estaria em discussões com criadores selecionados há meses, embora nenhum deles tenha acesso à versão completa do aplicativo, de acordo com as fontes contatadas.

A Meta se recusou a comentar a respeito, mas, em março, forneceu a seguinte declaração: “Estamos explorando uma rede social descentralizada autônoma para compartilhar atualizações de texto. Acreditamos que há uma oportunidade para um espaço separado onde criadores e figuras públicas podem compartilhar atualizações oportunas sobre seus interesses”.

De acordo com Matt Navarra, o aplicativo está programado para ser lançado neste verão (no hemisfério norte, inverno no Brasil).

4 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page