top of page

Facebook lança seu primeiro par de óculos inteligentes, em parceria com a Ray-Ban

Ontem, dia 9, a primeira versão de óculos inteligentes do Facebook foi colocada à venda. Criados em parceria com o conglomerado europeu de óculos EssilorLuxottica (empresa controladora da Ray-Ban), o acessório permite que os usuários ouçam música, atendam ligações ou capturem fotos e vídeos curtos – e os compartilhem nos serviços do Facebook usando um aplicativo complementar.

A linha de óculos, chamada Ray-Ban Stories, custa a partir de US$ 299 e a promessa é de que será possível encontrá-los em praticamente qualquer lugar em que Ray-Bans sejam vendidos (porém, inicialmente, apenas em alguns países).

We're proud of what we've achieved with Ray-Ban Stories and what we integrated into the most iconic glasses design in the world. Together with EssilorLuxottica, we focused on the design and only after that added the technology we believed would be most useful to people. pic.twitter.com/rcmXhinDUj — Boz (@boztank) September 9, 2021

“Temos orgulho do que conquistamos com Ray-Ban Stories e do que integramos ao design de óculos mais icônico do mundo. Junto com a EssilorLuxottica, focamos no design e só depois adicionamos a tecnologia que acreditávamos ser mais útil para as pessoas”.

Os óculos possuem duas câmeras frontais na armação, para captura de vídeos e fotos, que sincronizam com um aplicativo complementar chamado Facebook View, onde as imagens podem ser editadas e compartilhadas com outros aplicativos (não apenas no FB). Há um botão físico para gravação, mas também é possível usar comandos de voz para controlá-lo com as mãos livres.

Além disso, foram colocados alto-falantes em ambos os lados das hastes da armação, que podem reproduzir o som do aparelho pareado, permitindo que o usuário escute músicas ou atenda uma chamada sem precisar pegar o telefone. Na lateral externa de uma das hastes existe um touchpad que oferece controle de reprodução e volume.

Talvez o que mais esteja chamando a atenção é que eles se parecem com óculos normais.


Alguns outros detalhes sobre o acessório:

  1. Esse primeiro modelo é focado na câmera e no áudio mesmo, não integrando informações nas lentes, que se sobreponham ao mundo real.

  2. As câmeras possuem 5 megapixels

  3. A memória do dispositivo pode armazenar cerca de 30 vídeos curtos, de 30 segundos, ou cerca de 500 fotos.

  4. Para acionar as câmeras através da voz é só usar a frase “Hey Facebook” – a empresa explica que o assistente de voz só escuta essa frase quando ligado e que sua funcionalidade se limita a iniciar gravações.

  5. Um ponto de luz branca acende para indicar que a câmera está ligada.

  6. De acordo com o Facebook, os óculos levam cerca de uma hora para carregar totalmente e a bateria dura cerca de seis horas com uso intermitente.

  7. Os óculos não foram projetados para molhar.

  8. Existem 20 combinações de estilos, cores, tamanhos e tipos de lentes, escolhas que também vão alterando os preços.

Um fato interessante é que esses óculos não são um produto da marca Facebook, como o headset Oculus, de Realidade Aumentada. Aqui o Facebook está fornecendo a tecnologia e o software que impulsionam os óculos, enquanto a Ray-Ban supervisiona o design e a venda deles.

Os Ray-Ban Stories estão sendo vendidos inicialmente online e em lojas nos Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Itália, Irlanda e Austrália.

Fonte: The Verge

2 visualizações

Comments


bottom of page