top of page

Conheça as técnicas de SEO para blog que podem melhorar o ranqueamento

Um bom ranqueamento nos mecanismos de busca é parte fundamental de uma boa presença digital. Conheça as principais técnicas de SEO para blog!

O SEO para blog já se tornou um princípio básico para quem quer alcançar um bom posicionamento digital, mas, com a atualização constante dos motores de busca, é preciso se manter sempre bem informado para aplicar as técnicas mais eficientes.

Produzir conteúdo é parte da estratégia de marketing de muitas marcas, mas a produção por si só não é sinônimo de um posicionamento forte e consistente.

Além de garantir um bom volume e constância de postagens no blog, também é preciso estar atento às técnicas que farão com que esses conteúdos realmente cheguem até o público-alvo da empresa, uma tarefa que toda agência precisa dominar.

Por isso, preparamos esse conteúdo completo, para que você saiba, de uma vez por todas, como melhorar o seu ranqueamento com as melhores técnicas de SEO para blog. Confira!

Como funciona o SEO para blog?

Começando pelo básico: afinal de contas, o que é SEO para blog e como ele funciona?

A sigla se refere à expressão Search Engine Optimization, ou seja, esse é um conjunto de técnicas voltadas para a otimização para motores de busca, como é o caso do nosso querido Google.

A ideia por trás dessa estratégia é a seguinte: imagine que você está à procura de uma informação. É bastante provável que seu primeiro passo para encontrar o que procura seja abrir o Google e inserir algumas palavras-chave na barra de pesquisa.

Depois disso, você será bombardeado com milhares de resultados, que são elencados pelo próprio mecanismo de busca, que lista as páginas mais apropriadas para responder à sua pergunta.

Com tantas opções disponíveis, é pouco provável que você analise cada um dos links exibidos, muito menos que você avance para as páginas seguintes, certo?

Estudos já comprovam esse comportamento por parte do usuário. Dados obtidos em uma pesquisa da Backlinko mostram que o primeiro resultado exibido pelo Google recebe quase um terço dos acessos.

A conclusão geral é: quanto mais próximo do topo da página estiver o blog, mais acessos ele receberá por parte dos usuários nas buscas orgânicas.

Nesse cenário, a pergunta do milhão é “como chegar lá?” e o SEO para blog surge justamente para responder essa questão.

Para obter um bom ranqueamento é preciso desenvolver um conteúdo de qualidade, que seja capaz de informar o usuário e oferecer o que ele procura, mas também se adequar aos padrões que o algoritmo dos motores de busca avaliam como positivos.

Assim, as técnicas aplicadas no SEO para blog servem justamente para isso: aumentar a probabilidade de que esses buscadores identifiquem o seu texto como a melhor resposta para o usuário.

Principais técnicas de SEO para blog para melhorar o ranqueamento

Para alcançar um bom ranqueamento e melhorar o tráfego orgânico de um site, é preciso conhecer as principais técnicas de SEO para blog e garantir que elas estejam sendo aplicadas em cada conteúdo produzido.

Afinal, depois de todo o trabalho envolvido na elaboração de um post, não dá pra deixar que ele se perca entre tantos outros conteúdos disponíveis na internet.

Por isso, selecionamos as principais técnicas que você precisa conhecer para garantir um bom ranqueamento para o seu blog:

Realize pesquisas de palavra-chave

O primeiro passo para ter bons resultados com o SEO para blog é fazer uma boa pesquisa de palavra-chave.

Esses são os termos que os usuários inserem na barra de pesquisa ao procurar por um conteúdo e, portanto, são elas que levarão o seu post até ele.

De forma geral, existem dois tipos de palavra-chave: as de alto volume e as de cauda longa.

As primeiras são aquelas que são muito utilizadas e costumam ser bem curtas, porque vão direto ao ponto. Esse é o caso de expressões como “conteúdo digital”, por exemplo.

Apesar de ter um bom volume de buscas, é importante lembrar que esses termos também podem ter uma alta competitividade, o que significa que você precisa avaliar se faz sentido apostar neles.

Já as palavras-chave de cauda longa são maiores e voltadas para pesquisas mais específicas, o que pode ser positivo para o seu ranqueamento nessas buscas.

Em vez de “conteúdo digital”, por exemplo, você poderia optar por “como produzir conteúdo digital para redes sociais”, ou algo similar, que deixasse a busca mais específica.

Faça meta-descrições

Ao fazer uma pesquisa no Google, você já deve ter visto que, abaixo do título da postagem, o motor de busca apresenta um texto bem pequeno, com cerca de 160 caracteres.

Em geral, o próprio buscador insere o início do seu texto nessa posição, mas esse não é o melhor jeito de explorar esse espaço e atrair mais acessos para o seu site.

A meta-descrição é um texto pequeno, que não deve ultrapassar esse limite de 160 caracteres, e serve para dar ao usuário uma prévia do seu conteúdo, como se fosse um breve resumo do que ele encontrará ao acessar a sua página.

Isso aumenta as chances de acesso ao seu blog e inserir a palavra-chave na meta-descrição também informa aos motores de busca que seu conteúdo está alinhado à pesquisa do usuário.

Organize seus conteúdos em topic clusters

Organizar o conteúdo do seu blog também é um ponto importante para a indexação do site e um ranqueamento melhor nos mecanismos de busca.

Os topic clusters funcionam como subtópicos ou grupos divididos de acordo com o assunto das postagens que reúnem.

Dessa forma, a navegação no site fica mais intuitiva e simples, o que faz com que os usuários tenham uma experiência melhor ao acessar seus conteúdos, o que também gera indícios positivos para os mecanismos de busca.

Depois de dividir os conteúdos em grupos, é só conectá-los a uma página-pilar usando hiperlinks, o que também ajuda o Google a localizar melhor cada uma dessas páginas.

Entenda a intenção de busca

Para que seu conteúdo seja relevante para o usuário e, assim, alcance um bom ranqueamento nos resultados da pesquisa, é preciso entender qual é a intenção por trás da busca.

Em geral, podemos apontar três tipos de intenção:

  1. informacional: quando o usuário está em busca de informações sobre como funciona um processo, como solucionar um problema ou curiosidades sobre determinado assunto,

  2. direta: quando o usuário está à procura de uma página específica, mas utiliza um mecanismo de busca para chegar até ela, como nos casos em que inserimos o nome de uma marca na barra de pesquisa para acessar o seu site,

  3. transacional: quando o usuário está em busca de um produto ou serviço específico, mas usa os motores de busca para chegar a uma marca que possa oferecê-lo.

Entender a intenção de busca que existe por trás de determinada palavra-chave ajuda a guiar a produção dos conteúdos, organizando cada postagem de forma que ela responda exatamente o que o usuário procura.

Otimize seus títulos

Um bom título é o fator responsável por chamar a atenção do usuário e fazer com que ele se sinta mais inclinado a acessar o seu site.

Ou seja, ele precisa ser elaborado pensando no direcionamento ao público-alvo, ser instigante e conter a palavra-chave da postagem, para deixar evidente que pode responder à busca que foi realizada.

Além disso, também é preciso lembrar das title tags, elementos HTML que oferecem uma descrição rápida do seu post, não devendo passar de 60 caracteres, além de também conter a palavra-chave do conteúdo.

Incorpore mídias interativas

Inserir mídias nos seus conteúdos é uma forma muito eficaz de deixar as postagens mais ricas e também pode ajudar a melhorar o seu ranqueamento nos mecanismos de busca.

Incorporar vídeos sobre o assunto tratado no post, por exemplo, faz com que o tempo de permanência dos usuários na página aumente, diminuindo a sua taxa de rejeição. Assim, você mostra ao Google que seu conteúdo é relevante para os visitantes do site.

Além disso, outros tipos de mídia também podem ser incorporados e melhorar o seu conteúdo. 

Na hora de elaborar um post ensinando seu público-alvo a concluir uma tarefa, por exemplo, você pode inserir capturas de tela que guiem o leitor através desse processo, deixando sua postagem mais informativa e relevante.

E, para finalizar, não esqueça do alt text! Esse recurso serve para que você descreva as imagens utilizadas no seu conteúdo, deixando a postagem mais acessível e otimizada, já que você pode incluir a palavra-chave do post nessa descrição.

Use links internos nos conteúdos

Construir autoridade também é parte fundamental do processo de conseguir um bom ranqueamento.

Por isso, um dos princípios do SEO para blog é incluir links internos, que levam o usuário a outros conteúdos desse mesmo site a partir de um texto âncora.

Ou seja, ao mencionar um termo que você não vai detalhar no post que está sendo produzido, mas sobre o qual você já tem outro conteúdo publicado, vale a pena linkar essa postagem pronta a essa palavra ou frase.

Isso sinaliza para os motores de busca que o post do seu blog remete a outras postagens já publicadas, o que significa que reúne uma grande quantidade de informações e, assim, seu site passa a ser visto com mais autoridade no ambiente digital.

Torne as URLs amigáveis

A URL, sigla da expressão Uniform Resource Locator, é o elemento responsável por especificar a localização de uma página da web na internet.

Quando ela é elaborada de forma amigável e mais eficiente, a URL informa aos mecanismos de busca o conteúdo da página à qual ela se refere, o que ajuda na hora de determinar o ranqueamento do seu site em uma pesquisa.

Alguns pontos importantes para garantir que a sua URL seja amigável (e,  consequentemente, mais eficaz) são:

  1. mantê-las curtas e objetivas, com poucas palavras, mas de forma que as pessoas entendam qual é o conteúdo disponível na página,

  2. garantir que sejam relevantes, indicando ao usuário que ele encontrará o que procura ao acessar o post do seu blog,

  3. incluir a palavra-chave, mostrando ao mecanismo de busca que a sua página é realmente relevante para a pesquisa realizada.

Tenha uma plataforma responsiva 

Já faz algum tempo que os dispositivos móveis dominaram o dia a dia das pessoas.

Em 2020, o estudo Wolfgang Digital’s KPI Report já apontava que esses aparelhos eram responsáveis por 70% do tráfego na web. Ou seja, já não dá mais pra ter uma plataforma que não seja responsiva.

Ter um site que se adapte bem a diferentes dispositivos é fundamental para que os usuários consigam consumir seu conteúdo com mais qualidade, sem passar por dificuldades ao ler o seu post, seja no redimensionamento do texto ou até com pop-ups difíceis de fechar.

Assim, é fundamental prestar atenção a esse aspecto do seu blog e garantir que a plataforma seja o mais responsiva possível.

Otimize conteúdos antigos

O algoritmo dos mecanismos de busca está interessado em entregar o melhor conteúdo possível aos usuários, o que significa que eles privilegiam as postagens que parecem mais relevantes e com as melhores informações.

Assim, é natural que as postagens mais recentes sejam privilegiadas.

No entanto, em vez de estar sempre produzindo novos conteúdos, pode valer mais a pena dar um pouco de atenção aos antigos, que são facilmente atualizados e, assim, passam a ser mais relevantes para os motores de busca.

Além disso, ao atualizar as postagens e incluir novas informações, você também tem a chance de otimizar o SEO para blog, incluindo novos links, alterando a palavra-chave, se for necessário, ou até melhorando o copywriting do texto.

Priorize o seu leitor e não o algoritmo

Agora que você já tem todo esse conjunto de técnicas de SEO para blog em mãos, aqui vai uma dica de ouro: priorize o seu leitor, não o algoritmo.

Essa afirmação pode parecer contraditória depois de termos falado tanto sobre como funcionam os mecanismos de busca e o que eles procuram em um texto para melhorar o seu ranqueamento.

O que acontece é que, com o avanço das tecnologias aplicadas à elaboração desses algoritmos, os buscadores estão cada vez mais interessados em conteúdos que sejam verdadeiramente relevantes para o usuário.

Para isso, são verificados elementos como a taxa de rejeição do conteúdo e o tempo de permanência na página, o que significa que nenhuma técnica é suficiente se seu post não for desenvolvido com qualidade, pensando nas necessidades do seu público-alvo.

Ou seja, não adianta achar uma palavra-chave de cauda longa e inseri-la várias vezes no seu texto, se ela aparecer em posições que não fazem sentido, dificultando a leitura e a compreensão da postagem.

Por isso, lembre-se sempre de desenvolver o conteúdo pensando na recepção dele por parte dos leitores e em como ele pode se tornar relevante para essas pessoas.

Tudo pronto para aplicar o SEO nos seus conteúdos? Agora, continue aqui no blog da Agência de Bolso e aprenda a criar uma estratégia para rede social voltada para contatos profissionais!

10 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page