top of page

“Blecaute” do Facebook não prejudicou o alcance dos anúncios políticos nas eleições amer

Como medida para evitar desinformação a respeito das eleições americanas, o Facebook fez um “apagão” em novos anúncios políticos na semana anterior ao dia oficial da votação. A eleição presidencial foi um teste de estresse fundamental para o Facebook e outras plataformas online líderes, que procuram provar que podem conter a desinformação.

Porém, críticos afirmam que medidas como o blecaute de anúncios mal fez uma diferença, já que os americanos viram mais anúncios políticos no Facebook na semana antes da eleição de 2020 do que na semana anterior, de acordo com a Global Witness, um grupo de direitos humanos que defende a regulamentação de tecnologia.

Bom, como já dito, a intensão da empresa não era diminuir a propaganda política. O que eles fizeram foi evitar a exibição de anúncios de última hora, que poderiam conter mensagens enganosas e que não teriam tempo de ser revisados e bloqueados.

Exigir que todos os anúncios políticos sejam enviados 10 dias antes da eleição garantiu que nossa biblioteca de anúncios políticos fosse totalmente preenchida com antecedência – e que todos os anúncios estivessem disponíveis para escrutínio“, disse um porta-voz em comunicado fornecido à Global Witness. “Esta foi uma medida importante para combater a desinformação e ajudou“.

A Global Witness compartilhou sua pesquisa (exclusivamente com a Axios), feita com dados derivados da Biblioteca de anúncios do Facebook. Eles decobriram que:

Anúncios políticos foram exibidos cerca de 5,3 bilhões de vezes no Facebook nos EUA na semana antes da eleição, um aumento de 5% em relação à semana anterior. O Facebook arrecadou cerca de US$ 110 milhões com anúncios políticos na semana anterior à eleição, apenas 4% abaixo da semana anterior.

A proibição de novos anúncios políticos nos EUA ainda está em vigor, enquanto circula desinformação sobre os processos e resultados da eleição.

Fonte: Axios

1 visualização

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page