top of page

Atualizações no TikTok: controle dos pais e link na bio

De acordo com o site Social Media Today, o aplicativo de vídeo (que em um pouco mais de dois anos já acumulou mais de 700 milhões de downloads), estaria procurando adicionar um novo campo de URL à biografia do perfil, o que forneceria um meio de direcionar o tráfego ao seu site, diretamente do aplicativo.

Essa opção poderia levar mais marcas a estabelecer uma presença no aplicativo, sabendo que elas podem usá-la para vincular suas metas de tráfego mais amplas e acompanhar essas análises, já que construir um público em uma plataforma específica pode ser útil para o reconhecimento da marca, mas, para capitalizar totalmente esse crescimento, você precisa vinculá-lo à sua base.

O TikTok já está testando links de compras em vídeos, por isso faz sentido que também forneça uma opção de URL na bio, aumentando ainda mais seu apelo comercial.

A outra notícia, veiculada pelo portal Digital Trends, diz respeito ao controle parental. Considerando a popularidade cada vez maior da plataforma e que a mesma tem como principal público os adolescentes, o TikTok lançou novas opções de controle dos pais no Reino Unido, que permitem aos adultos definir quanto tempo seus filhos podem usar o aplicativo de vídeo. O novo recurso visa ajudar os usuários mais jovens a praticar melhor “bem-estar digital”.

Anunciado ontem, 19/fev, num post intitulado “Introdução ao Modo de Segurança Familiar e Gerenciamento do Tempo de Tela no Feed“, o chefe de confiança e segurança, Cormac Keenan, escreveu no blog do aplicativo que “Como parte de nosso compromisso com a segurança, o bem-estar de nossos usuários é incrivelmente importante para nós. Queremos que as pessoas se divirtam no TikTok, mas também é importante para a nossa comunidade cuidar do seu bem-estar, o que significa ter um relacionamento saudável com aplicativos e serviços online.”

Embora pessoas de todas as idades usem o aplicativo desde que ele se tornou viral, a maioria de seus usuários tem menos de 18 anos, o que já o colocava em uma situação não muito boa antes, então faz sentido que a empresa esteja implementando ainda mais controles parentais. No ano passado, a FTC (Federal Trade Commission) aplicou uma multa de US $ 5,7 milhões ao TikTok depois que a plataforma falhou em obter o consentimento dos pais para usuários menores de 13 anos. Além de coletar informações ilegalmente de menores de idade, o aplicativo permitiu que todos os usuários, inclusive crianças, enviassem mensagens diretas e interagissem com os comentários em vídeos.

Ainda não há informação sobre quando o controle dos pais estará disponível para os outros países.

3 visualizações

Comments


bottom of page