top of page

8 dicas de copywriting para alavancar os seus conteúdos

Que tal ter algumas dicas de copywriting na manga para impulsionar seus conteúdos? Saiba quais técnicas não podem ficar de fora do seu texto!

Com as dicas de copywriting certas, fica muito mais fácil produzir conteúdos instigantes que trazem as pessoas para o seu blog e conduzem elas em direção ao que você deseja.

Afinal, falar de um determinado assunto, trazer informações e colocar algumas palavras-chave em um texto é muito simples. O grande desafio é usar as suas palavras para convencer o seu leitor. 

A boa notícia é que, com os recursos certos em mãos, essa missão fica bem mais possível e você pode aproveitar os benefícios de um conteúdo bem estruturado, com tudo de que ele precisa para atingir seu objetivo.

Para conferir nossas dicas de copywriting e entender como você pode alavancar seus conteúdos de forma fácil e muito eficaz, é só continuar a leitura!

Impulsione os seus conteúdos com essas dicas de copywriting 

Aumentar o tráfego orgânico, diminuir a taxa de abandono, gerar mais leads ou até vender produtos e serviços: tudo isso depende de boas dicas de copywriting.

Essa é a prática de produzir textos, sejam eles posts em blogs, e-books, e-mails ou qualquer outro formato textual, com o objetivo de guiar sua audiência na tomada de uma decisão.

E quem já se aventurou por esse universo sabe que esse pode ser um desafio. Felizmente, você tem a Agência de Bolso para ajudar nessa missão. Vem ver as nossas dicas de como impulsionar seus conteúdos com um copywriting de primeira: 

Conheça a sua persona

Começando pelo básico: você só pode influenciar as pessoas a partir do momento em que as conhece, sabe quais são suas necessidades, seus desejos, seus receios e, consequentemente, como dar aquele empurrãozinho em direção a uma certa ação.

Por isso, não podemos dar dicas de copywriting sem mencionar a importância de conhecer a sua persona, ou seja, saber com quem você está falando.

Assim, o primeiro passo é ter seu público-alvo bem definido para, a partir dele, traçar essa pessoa fictícia que é o seu leitor (e futuro cliente) ideal.

A partir daí, fica muito mais fácil saber quais recursos usar ou, pelo menos, quais deles evitar, para que a sua mensagem seja recebida da forma correta.

Invista em um arco narrativo

Na hora de estruturar o conteúdo, lembre-se de fazer com que tudo esteja contextualizado e disposto de uma forma intuitiva. Resumindo: seu texto precisa ter começo, meio e fim.

Um bom jeito de traçar esse percurso é aplicar a jornada do herói, um conceito criado por Joseph Campbell para entender a estrutura das principais narrativas criadas pelo ser humano, mas que ganhou aplicações muito eficientes no marketing.

Um jeito simples de resumir o percurso é que você deve imaginar a persona como o herói de uma história qualquer: ele se depara com um problema, identifica seus desafios, encontra aliados para enfrentá-los e, finalmente, usa a solução capaz de resolver o problema inicial.

Produza textos empáticos

Na hora de produzir o conteúdo, além de colocar a criatividade para trabalhar, lembre-se de incluir também a empatia.

Isso não significa que você precise apelar para um tom emotivo no texto (a não ser que o contexto peça uma abordagem mais sentimental), mas que vale a pena se colocar no lugar do seu leitor e demonstrar que você compreende as dores dele.

Por exemplo, em vez de criar textos impessoais, pode ser mais interessante incluir um “você” ou até um “nós” de vez em quando, deixando a comunicação mais próxima e humanizada.

Ofereça mais de uma solução para um problema

Se seu conteúdo pretende oferecer soluções para um problema, vale a pena encontrar mais de um método para o seu leitor, considerando os diferentes contextos em que ele pode estar inserido.

Esse é mais um jeito de manter o texto empático e humanizado, buscando levar em conta as diferenças entre as pessoas que compõem seu público-alvo.

Por outro lado, esse recurso também pode ser usado para instigar o leitor. Você pode introduzir o assunto, por exemplo, mencionando duas formas opostas de solucionar um mesmo problema, convidando as pessoas a continuarem a leitura para descobrirem qual delas é a certa.

Utilize gatilhos mentais

Outro ponto importante das dicas de copywriting são os famosos gatilhos mentais.

Esses gatilhos são mecanismos da mente humana que o seu conteúdo pode explorar para despertar no leitor uma certa reação.

O gatilho mental de autoridade, por exemplo, é aquele em que você utiliza uma fonte especialista em determinado assunto para ajudar a comprovar o que está sendo dito. Assim, você desperta a confiança do público nas suas informações.

Além disso, existem muitos outros que você pode explorar, como de escassez, de urgência, prova social ou reciprocidade.

Seja específico

Se você quer conduzir as pessoas em direção a uma determinada ação, a especificidade é um fator essencial.

Ou seja, se você quer que alguém preencha um cadastro para fazer o download de um material, você precisará explicar o que é esse material, por que vale a pena fazer esse download e por que o leitor está fazendo esse cadastro.

Informações claras e detalhadas são um bom jeito de transmitir confiança ao seu leitor.

Crie títulos criativos e persuasivos

Um bom título é capaz de fazer toda a diferença pelo seu conteúdo. 

Isso não significa que você precisa ser sensacionalista ou criar manchetes dignas de jornal, mas que essa parte do conteúdo precisa ser sucinta, informativa e instigante, além de ser sempre positivo contar com um toque de criatividade.

Esse princípio vale tanto para o título do seu texto quanto para os subtítulos que existem ao longo dele, lembrando que esses elementos são muito importantes para a escaneabilidade.

Elabore um CTA irresistível

Por fim, mas não menos importante, não podemos falar em dicas de copywriting sem mencionar elas: as call to actions, ou CTAs!

Em um conteúdo que pretende convencer o leitor a realizar uma ação, elas são um elemento indispensável. Afinal, sua finalidade é justamente a de “chamar o leitor para uma ação”, como o próprio nome indica.

Para que as suas CTAs tenham sucesso, lembre de investir nos verbos no imperativo (“faça”, acesse”, “confira”, “compre”) e garantir que a ação indicada esteja de acordo com o objetivo do seu conteúdo.

Agora que você já tem as melhores dicas de copywriting em mãos, continue aqui no blog da Agência de Bolso e conheça também as técnicas de SEO para blog que podem melhorar o seu ranqueamento!

123 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page