top of page

É mais fácil vender quando se usa um óculos de cor rosa

Existe um conceito da psicologia chamado “vestir os óculos cor de rosa” que se aplica muito bem ao marketing. Vem comigo que eu te explico no caminho: Parte de um processo de venda inclui socializar com o comprador, o que eventualmente fará com que você mencione outras pessoas, marcas e experiências nessas conversas. Certo? Certíssimo. Acontece que sempre que você fala sobre um terceiro, um fenômeno psicológico muito particular acontece: A transferência espontânea de traços. Esse é um processo que diz que as mesmas características que descrevemos em outras pessoas, são atribuídas a nós. Ou seja, quanto mais você elogia as pessoas, mais as pessoas passam a enxergar pontos positivos em você também. O oposto também acontece. Alguns estudos mais recentes constataram que os traços não são apenas transferidos, mas também inferidos especificamente. Quando ouvimos algo que outra pessoa fez, associamos a ação com a aptidão do interlocutor. Em um estudo famoso (veja mais aqui) os pesquisadores concluíram que quando um ator noticiava que um conhecido “passou no exame de mecânica quântica”, os ouvintes inferiam que o ator era mais inteligente (ainda que quem tivesse passado no teste fosse um conhecido, não ele).

Onde entram os óculos cor de rosa?

Na psicologia, olhar o mundo por um “óculos cor de rosa” é o mesmo que enxergar as coisas com um “viés de otimismo”.

Se ao se atrasar para a reunião, você colocar a culpa no caixa do supermercado que só queria conversar e demorou para passar suas compras, você está enxergando o mundo por um óculos cinzento (e essas características se transferem para você). Agora se ao se atrasar, você sugere que o caixa do supermercado era simpático e acabou demorando mais que o normal, você enxergou a situação com um óculos rosa (e essa característica também se transferiu para você).

2 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page